junho 30, 2022
Rua Cuiabá, 372, Centro - Camapuã/MS
Musica

Sertanejos e prefeituras: como polêmica foi de ‘tororó’ de Anitta a shows investigados de Gusttavo Lima

“E eu pensando que estava só fazendo uma tatuagem no tororó”. O comentário irônico de Anitta resumiu a surpresa e as dúvidas de muita gente: como um discurso do sertanejo Zé Neto contra ela e a Lei Rouanet virou uma discussão sobre verbas públicas para sertanejos?

Entenda no vídeo acima e abaixo, em tópicos e links, tudo o que aconteceu neste caso até agora:

No dia 12 de maio, Zé Neto fez um discurso no palco em Sorriso (MT) ironizando a “tatuagem no toba” de Anitta e dizendo que eles são artistas que “não dependem da Lei Rouanet”. Veja.
Ele virou alvo dos fãs de Anitta nas redes. No meio das críticas estava o fato de que Zé Neto ataca a Rouanet, mas faz shows com verbas de prefeituras, inclusive em Sorriso, por R$ 400 mil.
Este tipo de show não é exclusivo de Zé Neto e Cristiano. Sertanejos e artistas de outros estilos, inclusive Anitta, já ganharam cachês altos de prefeituras, como mostrou o g1 no dia 19 de maio.
A contradição entre as críticas à Lei Rouanet, cujos projetos passam por vários critérios e controles, e shows de prefeituras, feitos sem licitação, virou debate. Entenda a diferença.
Nas redes sociais, o tema entrou em alta, e ganhou até a hashtag #CPIdoSertanejo – não existe uma CPI de verdade, mas o assunto continuou repercutindo todos os dias.
O foco passou para Gusttavo Lima, que teve os maiores cachês revelados até agora. São 3 prefeituras na mira de Ministérios Públicos estaduais.
O Ministério Público de Roraima abriu investigação sobre verba de R$ 800 mil a ele em São Luiz, cidade de 8 mil habitantes, 32% em extrema pobreza, mostrou o g1 em 24 de maio.
No dia 25 de maio, um cachê ainda maior para Gusttavo Lima, de R$ 1 milhão em Magé (RJ), foi divulgado.
No dia 26 de maio, Gusttavo Lima disse que “não cabe ao artista fiscalizar as contas públicas”.
No dia 27 de maio, outro show de Gusttavo Lima foi questionado pelo cachê de R$ 1,2 milhão em Conceição do Mato Dentro (MG), cidade com 17 mil habitantes.
Também no dia 27, o g1 mostrou que o dinheiro veio de recursos que só poderiam ser usados em educação, saúde ou infraestrutura.
No dia 28 de maio, a prefeitura de Conceição de Mato Dentro cancelou o show de Gusttavo Lima e de Bruno e Marrone.
Também no dia 28, Anitta fez o comentário no Twitter sobre a proporção que o comentário de Zé Neto tomou: “E eu pensando que estava só fazendo uma tatuagem no tororó”.
No dia 29 de maio surgiu a informação de que a prefeitura de Conceição do Mato Dentro teria que pagar metade do cachê mesmo após cancelar. O prefeito diz que não vai pagar.
No dia 30 de maio o Ministério Público do RJ disse que vai investigar o evento de Magé.
Também no dia 30, Gusttavo Lima fez um vídeo ao vivo dizendo que “está a ponto de jogar a toalha” e que “não compactua com dinheiro público”.
Ainda no dia 30, foi revelado que o pré-candidato à presidência André Janones destinou quase R$ 2 milhões para exposição com show de Gusttavo Lima em Ituiutaba (MG).
Zé Neto não comentou a repercussão da crítica à Rouanet. Em show no dia 21 de maio ele disse, após seus fãs xingarem Anitta, que ia “rezar por essas pessoas” e não quer “incitar o ódio”.

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service

PROS

+
Add Field

CONS

+
Add Field
Choose Image
Choose Video