julho 2, 2022
Rua Cuiabá, 372, Centro - Camapuã/MS
Politica

PT e partidos aliados devem lançar esboço do plano de governo nesta terça-feira em SP

Em evento na manhã desta terça-feira (21), o PT e partidos aliados devem lançar oficialmente o texto inicial para o plano de governo da chapa Lula-Alckmin para a eleição presidencial de outubro. O encontro está marcado para começar às 10h, na Fundação Perseu Abramo, na região central da capital paulista.

Pré-candidatos à Presidência e vice, nesta ordem, Lula e Geraldo ALckmin (PSB) estarão presentes junto de representantes de outros partidos aliados, casos de PCdoB, PV, Rede, Psol e Solidariedade, para apresentar as ideias iniciais para as propostas de um eventual governo.

As diretrizes para um eventual governo Lula-Alckmin havia sido entregue às legendas parceiras no início deste mês, conforme divulgado pela colunista do g1 Julia Duailibi.

Entre os principais pontos, o texto previa revogar a reforma trabalhista feita no governo de Michel Temer (MDB), se posicionava contrário à privatização da Eletrobrás – que acabou aprovada e teve capital aberto na bolsa de valores de São Paulo na última semana – e criticava a “orientação passiva” na política cambial.

Os partidos solicitaram ajustes no material no intervalo de duas semanas desde que receberam o texto e a apresentação nesta manhã. O ponto mais relevante, como publicou Julia Duailibi, envolve a reforma trabalhista, ponto amenizado nas diretrizes – abandonou a revogação da reforma em si para revogação de “marcos regressivos” na legislação trabalhista.

Lula e Alckmin estão oficialmente aliados na campanha presidencial desde o dia 7 de maio, com oficialização da pré-campanha. No evento realizado em São Paulo, Alckmin estava com covid e participou de forma virtual.

Os dois seguem com viagens pelo Brasil como forma de colar a imagem do ex-governador de São Paulo, quadro histórico do PSDB, com a campanha petista. A dupla esteve junta em estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais.

A intenção do PT é associar a figura de Ackmim com a de Lula para, posteriormente, o ex-tucano dialogar com empresários e eleitorado mais ao centro para trazer apoio à candidatura de Lula para um terceiro mandato – presidiu o Brasil entre 2002 e 2010.

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service

PROS

+
Add Field

CONS

+
Add Field
Choose Image
Choose Video