julho 4, 2022
Rua Cuiabá, 372, Centro - Camapuã/MS
Politica

Bolsonaro aposta em pacote de R$ 160 bilhões para atrair eleitor

RIO e BRASÍLIA — Ao lançar mão de um “pacote de bondades” com impacto até o momento de R$ 160 bilhões na economia, o presidente Jair Bolsonaro (PL) mira o bolso dos brasileiros para elevar a popularidade no ano eleitoral. A estratégia, que passa pelo aumento da renda e estímulos econômicos de curto prazo, visa ainda a atender a segmentos da população em que seu desempenho nas pesquisas de intenção de voto é pior, como o eleitorado de menor renda e as mulheres. O modelo não é novo: antecessores do atual ocupante do Palácio do Planalto também abriram os cofres às vésperas da eleição e, como resultado, colheram melhorias na avaliação das próprias gestões.

Orçamento secreto:Repasses de Fundo da Educação privilegiam prefeituras do PP em estado de Ciro Nogueira

No caso de Bolsonaro, os efeitos já começam a aparecer: a pesquisa Datafolha de março mostrou redução da reprovação ao presidente, de 53% para 46%.O carro-chefe da estratégia para o pleito de outubro é o Auxílio Brasil. O programa, que substituiu o Bolsa Família no ano passado, elevou os gastos com transferência de renda de R$ 35 bilhões para R$ 91 bilhões anuais.

Outros exemplos são os cortes de tributos — como os federais sobre diesel —, o saque de R$ 1.000 do FGTS para trabalhadores com carteira assinada, o vale-gás, o crédito para mulheres empreendedoras e caminhoneiros, a liberação de empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a redução do custo com a conta de luz após a antecipação do fim da taxa extra. Em outra frente, o governo estuda reajustar salários de servidores e a tabela do Imposto de Renda.

Eleições:Médicas famosas por uso de cloroquina na pandemia miram vaga no Congresso

Na matéria completa, exclusiva para assinantes, o impacto das principais medidas, como a estratégia já foi usada por antecessores, como Fernando Henrique, Lula e Dilma, e como dados apontam que a pobreza costuma a pobreza no Brasil cai nos anos em que há eleições e sobe nos anos seguintes.

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service

PROS

+
Add Field

CONS

+
Add Field
Choose Image
Choose Video