julho 2, 2022
Rua Cuiabá, 372, Centro - Camapuã/MS
Esporte

Atlético-MG x Flamengo: árbitro relata arremesso de objetos e reclamação de dirigente rubro-negro

O árbitro Luiz Flávio de Oliveira relatou na súmula do jogo entre Atlético-MG e Flamengo que objetos foram arremessados em campo vindos da torcida do Galo. Segundo ele, um isqueiro e um “ferro com porca rosqueada e uma ruela” foram atirados no gramado.

Mais notícias do Atlético-MG
Mais notícias do Flamengo
– Aos 8 minutos do segundo tempo foi arremessado um isqueiro próximo ao assistente nº 02 Miguel Cataneo Ribeiro da Costa vindo da torcida do Atlético Mineiro e aos 15 minutos do segundo tempo foi arremessado um ferro com porca rosqueada e uma ruela na direção da área penal da equipe do Flamengo vindo da torcida do Atlético Mineiro – relatou o árbitro.

Árbitro Luiz Flávio de Oliveira conversa com Hulk e Everton Ribeiro, antes do jogo entre Atlético-MG e Flemanfo — Foto: Alessandra Torres/AGIF
Árbitro Luiz Flávio de Oliveira conversa com Hulk e Everton Ribeiro, antes do jogo entre Atlético-MG e Flemanfo — Foto: Alessandra Torres/AGIF

Mais de 50 mil atleticanos apoiaram o time na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Na súmula não consta se os responsáveis pelo arremesso dos objetos foram identificados.

“Bora de Brasileirão! A maior oferta de jogos por um preço que dá jogo. Assine o Premiere!”

Ainda na súmula, Luiz Flávio de Oliveira escreveu sobre reclamações do chefe da delegação do Flamengo no intervalo do jogo.

– No intervalo da partida, quando a equipe de arbitragem se dirigia para o vestiário próximo às escadas de acesso ao campo, o sr Luiz Cláudio Cotta da Silva, chefe da delegação do Flamengo, proferiu os seguintes dizeres à equipe de arbitragem “você tem que dar para os dois lados, está prejudicando a gente” e, no túnel de acesso aos vestiários, continuou proferindo palavras direcionada à equipe de arbitragem “ninguém vai roubar o Flamengo não, c…”

Cacau Cotta, diretor de relações externas do clube, manifestou-se depois da publicação da reportagem. Ele admitiu ter cobrado o árbitro, no intervalo da partida. No entanto, disse não ter proferido os xingamentos citados na súmula.

– Realmente fui cobrar no intervalo do jogo, faz parte do meu trabalho. No corredor, com educação, abordei o árbitro e disse: “Você tem que dar para os dois lados, professor. Está prejudicando a gente”. Sobre a segunda frase, com xingamentos, foi de outra pessoa. Tinha muita gente ali, é difícil identificar. Eu falei olhando para ele (o árbitro Luiz Flávio de Oliveira).

Atlético e Flamengo voltam a se enfrentar no dia 13 de julho, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Qualquer vitória do Galo ou empate classifica a equipe mineira. Se o Flamengo vencer por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis. Qualquer vitória da equipe rubro-negra por dois gols ou mais, classifica os cariocas.

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service

PROS

+
Add Field

CONS

+
Add Field
Choose Image
Choose Video