julho 3, 2022
Rua Cuiabá, 372, Centro - Camapuã/MS
Esporte

Artilharia da Champions por país: líder França chega a 41 gols, e Brasil cola na vice Alemanha após semis

A Liga dos Campeões 2021/22 já tem final garantida: Liverpool x Real Madrid. Jogo gigantesco e cheio de atletas relevantes para nosso Ranking de artilharia por país. O desempenho de brasileiros e franceses nos confrontos de ida e volta da fase semifinal não nos deixa mentir. A líder França colocou uma mão na nossa simbólica taça de campeão, com mais quatro gols, totalizando 41. Já o Brasil, terceiro colocado, foi a nação com mais bolas na rede na jornada, com cinco. A vice Alemanha passou em branco e agora vê os brasileiros no retrovisor, com apenas um golzinho a mais (34 a 33).

Dois brasileiros fizeram a diferença para um dos classificados à grande decisão. Pelo Real Madrid, Vini Jr. e Rodrygo foram protagonistas, um na ida, outro na volta. Contra o Manchester City, na Inglaterra, Vinícius arrancou do campo de defesa e marcou um golaço na derrota por 4 a 3 do time espanhol. Já no segundo jogo, em Madri, o Rayo salvou a pátria com dois gols nos acréscimos e forçou a prorrogação, que levou o maior vencedor da competição à 17ª final de sua história. Benzema converteu pênalti no tempo extra e garantiu o placar de 3 a 1.

+Confira a tabela completa da Liga dos Campeões

Além desses três gols tupiniquins, Fabinho e Gabriel Jesus também deixaram os seus. O volante abriu caminho para a fundamental virada do Liverpool sobre o Villarreal no jogo de volta, quando o placar de 2 a 0 levava o jogo para o tempo extra. Jesus, por sua vez, fez um dos gols do City na primeira partida eliminatória, diante do Real. O Brasil, no fim das contas, soma 33 bolas na rede, fechando o pódio a unzinho da Alemanha.

Agora, Benzema segue sendo um capítulo à parte na Champions. O centroavante merengue soma incríveis 15 gols até o momento. É o grande responsável por manter a França nadando de braçada em nosso ranking. Só nas semis, Karim marcou duas vezes na partida de ida e mais uma na partida de volta, o gol que carimbou o passaporte para o Stade de France. O outro gol francês na fase foi marcado por Coquelin, meia do Villarreal, que acabou eliminado pelo Liverpool. Com esses quatro gols, a França ostenta 41, sete de vantagem sobre a Alemanha a um jogo do fim da disputa. Ou seja, salvo uma hecatombe, entreguem as taças.

As curiosidades da vez ficam por conta de Alemanha e Senegal. Após as quedas de Bayern de Munique e Chelsea (comandado pelo alemão Thomas Tuchel e recheado de atletas do país) nas quartas de final, a Alemanha perdeu força e não fez um gol sequer.

Senegal, por outro lado, foi a terceira nação com mais gols na fase: Sadio Mané assinou dois pelo Liverpool, enquanto Boulaye Dia, centroavante do Villarreal, deixou sua marca uma vez, em confronto entre eles. O país africano está em 17º em nossa lista, com sete gols: cinco de Mané, um de Dia e outro de Gueye, volante do PSG.

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service

PROS

+
Add Field

CONS

+
Add Field
Choose Image
Choose Video