julho 3, 2022
Rua Cuiabá, 372, Centro - Camapuã/MS
Esporte

Análise: São Paulo tem classificação tranquila com as variações de Ceni

Rogério Ceni fez experiências, trouxe variações e pode comemorar a classificação do São Paulo para as oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de um jogo de ida sofrido, no qual o time precisou buscar um empate após uma desvantagem de dois gols, a volta foi mais segura: vitória por 2 a 0 sobre o Juventude, na Arena Barueri, e um lugar entre os 16 melhores do torneio.

O triunfo veio com uma formação diferente. Com lições aprendidas em Caxias do Sul, especialmente na questão das bolas invertidas lado a lado, Rogério Ceni reforçou o sistema defensivo, escalou três zagueiros e liberou os alas para atacarem o Juventude.

A partir desta variação, o São Paulo construiu a classificação, principalmente pela segurança no campo defensivo – tanto com três quanto com dois zagueiros.

Na linha de três atletas, Arboleda, Diego Costa e Léo tiveram atuações seguras, até elogiadas por Rogério Ceni em entrevista coletiva. Nas alas, Igor Vinicius teve uma das melhores atuações pelo São Paulo e foi decisivo com gol e assistência.

– Se torna especial por ser um jogo decisivo, mas tenho outras grandes partidas no São Paulo, como o tabu quebrado contra o Palmeiras. Já são muito jogos, espero fazer grandes partidas como essa de hoje (quinta-feira) – declarou o ala.

Veja a entrevista de Rogério Ceni, do São Paulo, após a vitória contra o Juventude

A escalação com três zagueiros, porém, durou 45 minutos. Na segunda etapa, Rogério retornou ao esquema com quatro atletas na linha defensiva (dois zagueiros e dois laterais) a fim de dar mais segurança no setor de meio-campo, reforçado com a entrada de Luan no lugar de Gabriel Neves.

Essa variação permitiu ao São Paulo controlar mais o jogo no meio e encontrar espaços de contra-ataque. Foi assim que Igor Vinicius, em arrancada, definiu o placar e a classificação para a próxima etapa da Copa do Brasil, torneio no qual o clube busca o título inédito.

As variações de Rogério Ceni geraram uma vitória tranquila, mas não deixaram o treinador completamente satisfeito. Ele crê que o time ainda precisa “jogar melhor” para avançar na temporada, tanto nos mata-matas quanto no Brasileiro, grande objetivo atual da equipe.

O que deu certo

A escalação de três zagueiros potencializou o trabalho do São Paulo pelas alas, especialmente com Igor Vinicius. Tanto o camisa 2 quanto Reinaldo participaram dos melhores momentos do time na primeira etapa.

A bola parada novamente se mostrou importante, com Arboleda anotando o segundo gol no confronto e assumindo um papel inédito de goleador decisivo em um duelo mata-mata.

– É a primeira vez que acontece isso (ter um papel tão decisivo em uma classificação). Eu trabalho para o São Paulo, toda a glória é para ele. Sou mais um trabalhador que se esforça dia a dia. Estou feliz pelos gols. Agora é pensar no Brasileirão – declarou o zagueiro.

Arboleda fala sobre o gol pelo São Paulo: “Sempre quis ser artilheiro”

O que deu errado

Alisson tem tido um desempenho regular atuando aberto. Mais centralizado nesta quinta-feira, não conseguiu render ofensivamente.

O São Paulo pecou nos erros técnicos, principalmente de passes, e esteve abaixo ofensivamente, mesmo anotando dois gols e assegurando a classificação para as oitavas.

Próximos passos

Rogério Ceni e companhia agora aguardam o sorteio para conhecerem o adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil. Enquanto isso, o time volta a atenção para o Brasileirão.

No próximo domingo, às 16h (de Brasília), o Tricolor recebe o Cuiabá, em busca de reencontrar o caminho das vitórias na Série A. O time ocupa a sétima colocação, com oito pontos.

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service

PROS

+
Add Field

CONS

+
Add Field
Choose Image
Choose Video