Início Policial Cliente alega humilhação por ter cabelo afro e ‘cancela’ salão de beleza...

Cliente alega humilhação por ter cabelo afro e ‘cancela’ salão de beleza em Aquidauana

21
0
COMPARTILHAR

Cliente com cabelo afro, que foi a um salão de beleza lavar os cabelos, saiu do local com sentimento de humilhação e suspeita de racismo. Ela diz que o cabeleireiro a abandonou na metade do serviço e ainda a deixou com o cabelo todo prejudicado.

Conforme postado no grupo do Facebook, ‘’Aonde Não Ir em Campo Grande -MS’’, a cliente foi de táxi com o filho e questionou o profissional se ele poderia atendê-la. Ao ouvir que sim, dispensou o táxi.

Depois de esperar o trabalho em outra cliente, a mulher teria ouvido do rapaz que ele estava cansado por ter trabalhado muito e, além disso, o cabelo dela era duro na raiz. Segundo a denunciante, que usava um mega-hair, o cabeleireiro não quis atendê-la ao constatar que a raiz do cabelo dela era afro.

‘’Me mandou embora com a cabeça molhada. Meu cabelo já estava molhado e enrolou todo e ficou cheio de nós’’, lamentou a cliente. Ela acrescentou que sofreu mais uma humilhação ao avisar que iria reclamar nas redes sociais.

‘’A dona falou: ‘isso, posta ibope pra mim e me mandou um beijo’’, desabafou a consumidora.

Resposta

O Bahrein Espaço Mulher disse que o tratamento é igualitário e que não compactua com qualquer ato discriminatório e ‘’muito menos racista’’.

Na versão do comércio, o cabelo da cliente foi lavado, mas na hora de escovar, o cabeleireiro, que não tem experiência com mega-hair, não se sentiu apto a terminar o serviço, já que teve medo de estragar o aplique da cliente.

‘’Quando soubemos do ocorrido, nos propusemos a finalizar o cabelo com uma profissional mais experiente e também arcar com os custos do táxi’’, disse o salão, por meio de nota.

Ainda segundo o Bahrein, a cliente teria recusado essa proposta. A empresa destacou que tem interesse em solucionar essa questão e que tem a preocupação de atender os clientes com dignidade e respeito.