Início Camapuã/MS LOCOMOTIVA DO ATRASO

LOCOMOTIVA DO ATRASO

39
0
COMPARTILHAR

Em sua grande maioria, os mais fiéis eleitores que deram seu voto ao candidato Delano Huber (PSDB) em 2016 se arriscariam a repetir o gesto em 2020. Nem mesmo aqueles aliados de primeira hora fariam isso, diante da dificuldade que têm atualmente em responder aos questionamentos da população sobre a falta de perspectivas e de realizações municipais à altura da grandeza do município e da história de seu povo.

            A cidade sofre com o permanente estado de abandono. Sua fotografia diária é de ruas esburacadas, ausência de sinalização e de iluminação publica, praças e logradouros sem manutenção, escolas e creches mal assistidas. Além disso, os servidores padecem com os baixos salários e a desvalorização. No entanto, são os próprios servidores que, como num sacerdócio, conseguem manter tais serviços, com muito esforço e exclusiva dedicação, garantindo ensino, assistência e segurança aos estudantes, sobretudo as crianças.

            Além de ter inchado a folha e não ter voz de comando, a má gestão das finanças aprofunda inda mais o abismo de incompetência. As dívidas com os fornecedores comprometem o abastecimento de produtos essenciais para políticas publicas do Município. O maquinário foi vendido e não houve reposição, nem sequer uma reforma decente do que sobrou. A equipe não garante continuidade. Só o secretário de Saúde já foi trocado cinco vezes.

Até mesmo o suporte de assessorias técnicas gera suspeitas, diante do comentário generalizado de que tais serviços são entregues a indicações do Sr Sérgio de Paula, alto assessor governamental.  Esse mesmo assessor é apontado como “dono” da indicação do secretário municipal de Fazenda. Por conta desta e de outras barbeiragens, conta-se que deputados e outras lideranças fogem do prefeito como o diabo da cruz. Pior: nem o próprio governador Reinaldo Azambuja, que é de seu partido, demonstra interesse em prestigiá-lo.

Ao contrário do que havia prometido em campanha, que faria Camapuã avançar e crescer como nunca, hoje, com mais de metade do mandato, Delano Huber já sabe que está sendo identificado como o pior prefeito da história do Município, condenando sua gente a mais de 20 anos de atraso. Como se pode constatar, o maquinista da locomotiva dirige em marcha-a-ré e a máquina está desgovernada.